O homem sempre precisou de regras e sistemas claros para tentar compreender o que a limitação de seus sentidos impedia de observar, explicar e replicar. Varias ciências foram criadas para retirar o tênue véu de mistério que encobria estes fenômenos.

Com a descoberta dos Universos Concomitantes no final dos anos de 1990, a ciência tradicional se viu com as mãos amarradas, pois infinitas possibilidades haviam sido apresentadas, sem que se quer pudessem ser vislumbradas.

Até então, o clima de mistério e superstição que perseguiu os homens desde o começo dos tempos, parecia ter voltado para ficar. Muitas Universidade e cientistas de renome não queriam aceitar de forma alguma as evidencias apresentadas. Muitos dos pesquisadores, Físicos em especial, foram rotulados pejorativamente de “parafisicos” e, aparentemente, não se investiam recursos nas pesquisas.

Foi então que, timidamente, nasceu a Ilusophia, combinação das palavras “Ilusão” e “Estudo” (phia). Podemos citar diversos cientistas envolvidos, mas em especial J. Sebastian por ter feito as primeiras pesquisas e descobertas que resultaram na confirmação de que havia algo, uma nova verdade, não la fora, mas dentro da nossa própria realidade e que não percebíamos.

Com base em seus estudos e pesquisas foi compilado este primeiro “Tratado” sobre a Ilusophia, que procura demonstrar através de analogias, exemplos, fatos e matemática que há uma outra historia cósmica acontecendo concomitantemente e como poderemos tirar vantagem disso.

download (5)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s